Minhas Folhas de Relva

percepções do cotidiano em letras livres

De Janaynna a Corinne Bailey Rae 17/03/2010

Filed under: Cotidiano,Cultura — Aline Moraes @ 1:24 AM
Tags: , , , ,

As duas têm dois “enes” no nome – e a semelhança para aí… Ainda bem!

Janaynna, cantora de sertanejo universitário (uma mistura do mela-mela das calças agarradas com o ‘tcha tcha tcha’ do axé), me acompanhou durante a viagem que fiz com a equipe do Rally da Safra. Se batia o sono no fim de 600 km rodados num dia, ela era nossa salvação, cantando “Agora bebe por mim, canalha!” e outros “clássicos”.

Verdade que eu não gosto de sertanejo (a não ser por verdadeiros – aí sim – clássicos, como Nuvem de Lágrimas e Agenda Rabiscada), mas quem tá na roça é pra se enlamear, então não tinha trilha sonora melhor para acompanhar nosso périplo de mais ou menos 2500 km pelo Cerrado goiano, mineiro e baiano. No fim, gostei do som da Janaynna, sertaneja de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Além de combinar com esse rally, é legal pra tocar num churrasco com cerveja e vários “canalhas” pra gente gritar o refrão da música na orelha deles rs.

Mas nada como voltar para casa e descobrir um CD que combina com a urbanidade de Sampa e a introspecção da rotina paulistana. Da inglesa Corinne Bailey Rae eu só conhecia Put Your Records On, até que tropecei no novo álbum dela, The Sea (ouça AQUI). Belo, com uma história triste: durante a produção do CD, o marido da cantora morreu de overdose… O resultado foi uma produção densa, com letras lavadas de emoção e uma melodia tão suave que até assusta. Misto de perda e esperança. Agora, é essa a trilha sonora que embala meus quilômetros rodados por dia.

Dê uma olhada na faixa que abre o álbum. Dá até pra sentir o toque do campo de tuberosas (não por acaso também chamada de “flor-de-noiva”)…

Are You Here

He’s a real live wire
He’s the best of his kind
Wait till you see those eyes
He dresses like this different scene
He’ll kiss you make you feel sixteen
What’s it even mean?

Are you here
Are you here
Are you here, cause my heart recalls that
It all seems the same
It all feels the same

Pick me up

It’s hard to recall the taste of summer
When everywhere around, the chill of winter
It gets so far away

Are you here

And he comes to lay me down in a garden of tuberose’s

When he comes around there’s nothing more to imagine
Just tuberose’s
Tuberose’s

Are you here
Are you here
Are you here, cause my heart recalls that it
All seems like
All looks like
It all feels like
It tasted like
Tasted
Tasted like

When he comes to lay me down in a garden of tuberose’s

When he comes around there’s nothing more to imagine
Just tuberose’s
Tuberose’s

Wait till you see those eyes

 

One Response to “De Janaynna a Corinne Bailey Rae”

  1. […] mesmo: de perdas e de esperança na reconquista. Pensei nisso depois de ler um pouco mais sobre a história do último CD da Bailey Rae, sobre como ela encarou esse momento da vida […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s