Minhas Folhas de Relva

percepções do cotidiano em letras livres

“Melhor conselho que recebi na vida” 20/04/2010

Há algum tempo atrás, a revista Época fez um especial com conselhos que importantes personalidades receberam na vida e fizeram uma espécie de “guia de auto ajuda“. Não sou fã desse tipo de matéria. Não agrega muita coisa, toma um monte de páginas que podiam ser aproveitadas para noticiar coisas mais importantes ocorridas na semana. Talvez agrade aos anunciantes, mas, enfim…. Fizeram. Como dizem, “se conselho fosse bom, a gente vendia”. Talvez essa edição da revista tenha vendido bastante… Enfim(2)….

Apesar de ter falado mal, sim,  eu li a matéria. Na época, eu era estagiária lá e lia a revista de cabo a rabo, para ficar a par do que a revista deu na semana. Lembro que não li todos os “conselhos”. Fui atrás de personalidades que me interessavam mais (nada de Eike Batista nem Ivete Sangalo!). Folheei, folheei até que “opa!”, dei de cara com o Marcelo Gleiser. Resolvi ver qual conselho ele tinha a dar para mim. E olha, foi um conselho válido. Bem válido para quem está na casa dos 20 e poucos anos (ô fase difícil!). Achei que valia publicá-lo aqui. A matéria na íntegra está no site da Época (mas não vou publicar o link não, pra não estimular rsrs).

* * *

Celebre sua comunhão com o mundo

“Entrei em crise aos 20 anos. Eu havia sofrido muitas perdas e acreditava que precisava de psicanálise para resolver minhas questões. Para mim, era hora de olhar para dentro. Fui atrás de terapia e consegui uma entrevista com o famoso Hélio Pellegrino, psicanalista e intelectual brilhante. No dia marcado, fui feliz da vida a seu consultório, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Por uma hora, desfilei todos os problemas que tinha e outros que achava que tinha. A conversa foi ótima, e eu, ainda estudante, acabei contando para ele sobre minha paixão pela física e pela natureza. No fim, me surpreendi com o que ele me disse: ‘Marcelo, acho que você não precisa de análise. Para mim, a análise é a pró-cura. E você, através de sua procura, vai se autocurar. E você está já no seu caminho de busca. Continue nutrindo essa paixão, buscando e celebrando sua comunhão com o mundo, que estará sempre bem’. Eu nem cheguei a me deitar no divã. Passados 30 anos, eu posso dizer que encontrei meus caminhos e que ele tinha toda a razão.”

Marcelo Gleiser, 50 anos, carioca, astrofísico, professor, escritor e roteirista

 

One Response to ““Melhor conselho que recebi na vida””

  1. Nana Says:

    Que absurdo de preconceito: aposto que o conselho do Eike podia ser muito útil e ju$to. rs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s