Minhas Folhas de Relva

percepções do cotidiano em letras livres

It’s fab! It’s brill! And I fancy it ;) 16/01/2011

Filed under: Cotidiano,Intercâmbio — Aline Moraes @ 9:48 PM

Está na minha lista de “to do’s” para 2011: começar a estudar inglês. Soou estranho? Sim, eu estudei a língua anglo-saxã por, pelo menos, uns sete anos (não conto as aulas do ginásio e do colegial, totalmente inúteis. Ah não, não foram tão inúteis. Aprendi a rezar o Pai-nosso e Ave-Maria em inglês! Aaahhh não… foram inúteis sim. A professora, claro, ensinou a pronunciar errado. “Auer fader, ru arti in réven, réloud bi dai neimi…” e por aí vai). A questão é que, estando agora na Terra da Rainha e lidando com os prazeres e as agruras de VIVER em outra língua, senti necessidade de dar aquela lustrada na gramática e de colocar na bagagem um vocabulário bem robusto.

Só a prática do dia a dia, sinceramente, não é tão suficiente assim. Sim, é essencial. Mas você acaba fazendo as coisas muito no automático, sem entender por que está falando isso ou aquilo, assim ou assado. E muitas vezes aprende a falar uma palavra nova, mas não a escrevê-la. Fora que eu precisava me forçar a uma leitura detalhada dos jornais, não só pra me informar, mas também pra registrar palavras novas que eu encontro a cada parágrafo. Então, hoje eu comecei oficialmente. (Yay!) Mas não foi nem com jornais nem com um livro de gramática.

Minhas primeiras lições “oficiais” eu tirei de um blog. De uma intercambista norte-americana que veio comigo pra UK e ficou aqui por 4 meses. O blog dela só tem 10 posts, mas quando eu dei a primeira lida, percebi que poderia aprender muito sobre vocabulário, expressões, idioms e jeitos inteligentes (e não tão formais) de escrever. Como eu escreveria em português. Adicionei, até agora, depois de mais ou menos meia hora de “estudo”, 11 palavras e expressões a uma lista que eu, na verdade, comecei há algum tempinho, com alguma coisa que vi em sites de notícia e outras que surgiram em conversas de Facebook com colegas londrinos ou até outros intercambistas. Pra ajudar, comecei a usar um site chamado Forvo (sem recomendações a respeiro, foi o primeiro link que apareceu no Google), que dá a pronúncia da palavra nos diferentes tipos de inglês (americano, britânico, australiano…).

Espero que esse começo faça jus à expressão que aprendi hoje: “to hit the ground running“, usada como se fosse um “começar com o pé direito”, mas mais enfático (já que eles têm uma expressão similiar a essa no inglês também).  A notícia ruim é que, depois de meia hora, li o post seguinte já com preguiça de procurar todas as palavras desconhecidas em inglês. Voltei a fazer a leitura dinâmica do dia a dia, sacando as coisas pelo contexto, pelo todo, sem me preocupar com as minúcias das partes. Damn it!

Vou dar uma pausa agora, tomar água, comer alguma coisa doce pra me dar energia. E aí volto pros estudos. Tenho que continuar running nesse ground!!! Afinal, quero voltar pro Brasil com algum certificado de proficiência e, quem sabe, dar aulas particulares pra levantar aquela graninha extra. A boa notícia disso tudo, apesar da preguiça, é que estudar inglês pra mim não é esforço. Nunca foi. Pelo contrário! It’s fab(ulous). It’s brill(iant). And I fancy it!*


* “É fabuloso! É brilhante! E eu gosto!” – Fazendo a lição de casa😉

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s