Minhas Folhas de Relva

percepções do cotidiano em letras livres

Fabulous Queen! E não, não é a rainha ;) 04/03/2011

Filed under: Cultura,London — Aline Moraes @ 4:40 AM

Descobri que tenho, no fundo, um espírito tiete. Contido, claro. Mas tenho. Daquele tipo que faz aguar de leve os olhos diante do ídolo, ainda que ele não esteja presente ao vivo. Já aconteceu comigo ao assistir ao show de uma banda cover. Aconteceu de novo hoje, quando fui à exposição Stormtroopers In Stilettos, em comemoração aos 40 anos desde a origem do Queen, em 1971. Quarenta anos! Quando eu fui apresentada à banda, Freddie já havia morrido há uns 4 ou 5 anos…

Eu não estava esperando muito da exposição, achei que seria pequena, sobretudo por ser de graça. Mas não! Eu passei bem umas 4 horas dentro daquele galpão em Brick Lane, observando os detalhes, lendo cada poster e inscrições na parede, assistindo a todos os vídeos. TUDO! Explorei tudo. Pra minha surpresa, percebi que não conhecia o Queen tão bem assim e descobri um monte de músicas sensacionais em álbuns que eu acabei negligenciando porque tinha em casa os Greatest Hits. Teve um sabor doce de (re)descoberta…

E quanta emoção ao ver alguns dos desenhos feitos por Freddie quando ele estudava moda em Londres! Ou as roupas únicas e transgressoras que ele usava. Até a sapatilha (original) estava exposta! E a guitarra, a bateria, o baixo… E fotos e vídeos nunca antes divulgados. Não sabia que Freddie e Roger Taylor trabalharam por bastante tempo numa feira em Kensington (que, na época, era o Spitalfields Market de hoje, em Shoreditch) vendendo tudo o que era possível, sobretudo roupas. E que foi assim que eles foram ganhando dinheiro para se bancar no começo da banda.

Ao ouvir falar em Kensington (que hoje é uma área toda posh), fiquei imaginando por onde eles passaram, o que viram, o que sentiram naquelas mesmas ruas por onde hoje eu passo nos meus dias de folga. Pode parecer bobo, mas é muito emocionante. Porque Londres é pulsante, sobretudo de História. Led Zeppelin, David Bowie, Pink Floyd, Rolling Stones e… Queen! Todos eles se inspiraram e se criaram nessa cidade. Eu ando por suas ruas estreitas e passo pelos pubs vitorianos e posso sentir os Anos 70 no ar, em cada tijolo enegrecido, em cada esquina assimétrica. Ai, como eu queria… Ok, sem saudosismos pela época não vivida. Nasci em 1987, fazer o quê rs.

Estou concorrendo a essa belezura aqui! Já pensou???

Assistindo aos vídeos, de entrevistas e shows, e vendo as fotos e recortes de jornais, lembrei que, quando eu tinha meus 8 anos, eu achava o Roger Taylor um gato! haha. Meu primeiro rock ‘n roll sex symbol foi ele. E não foi sem razão, ele era mesmo uma graça de inglês!🙂 Li uma entrevista com ele na época e o texto era tão bom, tão bate-papo, falando sobre a primeira namorada dele… e sobre seus longos cílios refletindo a luz do Sol numa tarde bonita, em que eles tomavam chá durante a conversa. Mais inglês e mais anos 70, impossível. Pura inspiração.

Agora, o momento mais incrível foi quando eu assisti a um vídeo em que eles tocavam, ao vivo em Londres, a música Brighton Rock. Escrita por Brian May, eu não a conhecia, e ele simplesmente arregaçou no solo! Olha, eu não sou (muito) de falar palavrão, mas eu preciso falar… poooxa, ou melhor, puta queo pariu!!!! Aquilo foi sensacional! Fiquei hipnotizada pela forma como ele explorava a sua Red Special (ou Old Lady, apelidos por ele dados à guitarra especial que ele e seu pai criaram) assim como Vicky se hipnotizava com a spanish guitar em Vicky Cristina Barcelona. Sério, foi “orgástico”, como diria meu housemate alemão.

Numa das aspas de May publicadas na exposição, ele dizia que, em cada show do Queen, eles queriam proporcionar ao público um belo sorriso no rosto e aquela sensação de “melhor show da minha vida!”, aquilo que eles próprios sentiam, na pele de fãs, quando viam Led Zeppelin ou Hendrix tocar. Ele pode ter certeza de que, 40 anos depois, a banda continua oferecendo isso aos seus seguidores, pois foi exatamente dessa forma que me senti ao ler o Thank You no último painel. Fabuloso, como aqueles quatro rapazes sempre puseram na cabeça que seriam.

Em tempo… sobre a exposição
Stormtroopers In Stilettos
www.stormtroopersinstilettos.com
Old Truman Brewery, Brick Lane, East London

Da esq. para dir., em sentido horário: Queen no palco; os desenhos e criações do Freddie estilista; instalação para representar a época em que Brian ficou internado com hepatite e não sabia se (ou quando) poderia voltar aos palcos; sobre o show gratuito que eles fizeram no Hyde Park, em retribuição ao apoio dos fãs na turnê.

 

One Response to “Fabulous Queen! E não, não é a rainha ;)”

  1. […] Ano passado, comemorou-se 40 anos desde o surgimento da minha banda favorita: Queen. Rolou uma exposição numa galeria em Brick Lane, um dos endereços mais descolados de Londres, e eu fui lá conferir (veja post). […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s