Minhas Folhas de Relva

percepções do cotidiano em letras livres

Toda nudez será… 11/05/2016

Filed under: Sem categoria — Aline Moraes @ 10:19 AM

… encarada como algo normal. É assim aqui na Alemanha. Não à toa a galera se surpreende com nossos corpos seminus na praia e no Carnaval, e com o pudor no dia a dia.

Domingo passado, eu e o Wanja pedalamos por uma meia hora até um ponto do Rio Reno onde se formam umas “praias”, onde o pessoal costuma se banhar e tomar Sol. Havia perto da gente um senhor de cabeça grisalha deitado sobre a “areia de pedrinhas”, num cantinho meio escondido.

Para a minha surpresa, o cara tirou a roupa na moral ali e tomou seu Sol peladão. Fiquei, assim, sem saber o que fazer. Morrendo de vergonha rs. Falei pro Wanja “Bäbe, o tiozinho tá pelado!”. E o Wanja “É, é normal” e continuou lendo o livro dele, tranquilamente, sem nem olhar direito pra cena, enquanto eu processava o que tinha visto.

IMG_1955

A nossa vista – e a do tiozinho

Claro, o tiozinho não estava no meio da praia peladão, tava no cantinho, de boas. Alguém podia passar? Podia. Passaram? Passaram. Se indignaram? Não. Só eu ali, com meu recém comprado bikini europeu, estava achando aquilo um problema. Bem, não um problema. Mas era estranho. Eu vi o tiozinho pelado, gente!

Ele tomou sol de um lado, do outro, leu livro, foi pra água, voltou, torrou mais um pouco, se vestiu e foi embora. E me deixou ali refletindo, mais uma vez, sobre como a nudez na minha vida foi sempre algo a ser escondido.

Digo “mais uma vez” porque tive uma outra experiência recentemente, que me colocou na situação de estar nua na frente de outras pessoas. Foi no vestiário da piscina pública onde eu nado, aqui pertinho de casa.

No SESC, onde eu nadava em Sampa, eram poucas as mulheres que se trocavam numa boa, peladonas. Lembro dos malabarismos que eu e outras moças fazíamos para colocar calcinha e sutiã cobertas ainda pela toalha, viradas para o armário, escondidas ao máximo possível.

Daí, eu chego na Alemanha e >>>> Pá!!!! Não só tem mulheres peladas se trocando, sem qualquer receio, como elas falam bom dia pra quem chega. Peladas. Algumas conversam. Peladas.

E no chuveiro??? Não há portas, como no Brasil. Há umas divisórias laterais, apenas. Todo mundo se vê. Mas ninguém repara em ninguém. Afinal, tá todo mundo ali, molhado, depois de nadar, apenas querendo tomar banho.

Vejo corpos brancos, marrons, jovens, velhos, com celulite, sem celulite, queimados de sol ou não, mulheres depiladas, não depiladas. Em comum: todas estão DE BOAS.

O que eu iria fazer? Meu primeiro banho foi de maiô ainda. E me senti tão ridícula… Na segunda vez, tirei tudo e, sabe, que beleza poder tomar banho tranquilamente, sem achar que a minha nudez e a das outras mulheres fosse um problema, algo de se ter vergonha ou orgulho.

Foi um ato libertador poder tomar banho e trocar de roupa sem temer o meu próprio corpo ou o dos outros. Agora, passo longos segundos massageando a pele com óleo pós banho, enquanto mulheres chegam e saem. Dizem “Tschüss” ao partir.

Na única vez em que fui a uma praia de nudismo, em Tambaba, na Paraíba, morri de vergonha. Entrei sem olhar para os lados. Nem pra mim mesma eu olhei. Dei um mergulho, tirei uma foto do pescoço pra cima com a minha irmã, que me acompanhou, e fomos embora rapidinho.

Quero fazer isso de novo, aqui, agora que já tive essas vivências. Quero experimentar estar num lugar aberto, de convívio social e onde a nudez é apenas natural, não sexual.

Infelizmente, erotizamos a nudez de uma forma no Brasil, que se criam olhares curiosos e essa vergonha automaticamente. Se ninguém reparasse, comparasse, se indignasse ou desejasse algo apenas por estar à mostra (ainda que despido de sensualidade), a relação com nossos corpos, na sociedade em que eu nasci, poderia ser diferente.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s