Minhas Folhas de Relva

percepções do cotidiano em letras livres

Velha Infância Nova 11/01/2013

Filed under: Comportamento,Cotidiano — Aline Moraes @ 8:50 AM
Tags: , , , ,

Eu tive uma infância fantástica! Fechavam a rua de casa pra jogar volei, basquete, bolinha de gude, peão. Meu pai fazia e empinava pipa com a gente. Eu e ele andávamos até de kart pela vizinhança (ele construiu o dele e o meu!). Eu tinha o cabelo (na época, também cacheado) todo embaraçado, o joelho todo ralado, a cara meio suja… Ossos do ofício de brincar de ser criança. Era bom, viu…

Foi por ter vivido tempos tão bons nos Anos 90 que eu me surpreendi nesse Final de Ano. Há 18 ou 19 anos que a família Moraes passa o Reveillón junta, numa festa chamada Fecofama (Festa de Confraternização da Família Moraes e Amigos). Na minha época de criança, a gente fazia até gincana, tipo “Passa ou Repassa”, com direito a “torta na cara” e tudo! Mas a criançada cresceu e o perfil da festa mudou. Meus primos mais novos são da era do videogame, xbox, wii, computador, celular, tablet. Não querem mais brincar de “caça ao tesouro” na lama. Mas na Fecofama 2012 foi diferente…

Não sei o que aconteceu, se não levaram os videogames ou se simplesmente se esqueceram deles (prefiro pensar na segunda opção). Fato é que passei os quatro dias do feriado vendo meus primos jogando bola, peteca, brincando na balança, na piscina, na fita de slackline que eu leveie até empinando pipa (junto com meu pai, claro! hehe)!!! Voltamos no tempo e eles viveram um pouco da nossa velha infância. Tadinha da tecnologia, não fez falta…

Como na época em que eu pintava minhas bonecas e inventava mil brincadeiras, vi minha prima-sobrinha Beatriz com uma maleta de tintas… De repente, apareceu nas costas do meu pai uma espécie de mapa-mundi desenhado. “É tatuagem“, disse ela. Até mostruário ela fez, com caveirinhas, flores, corações… E essa foi a diversão dela durante o feriado: desenhar, pintar, soltar a imaginação e, assim, ficar próxima da família, como criança nenhuma com um tablet na mão consegue fazer hoje em dia. Eu fiquei surpresa. Até diria emocionada! E a bichinha tem talento!!!
***

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi um Ano Novo muito envolvente. Estar com uma família dessas renova as esperanças nas centenas de dias que se seguirão, nos valores já desacreditados, na infância, num mundo fantástico – mas não virtual. Ser feliz é possível e não exige muito. Só a simplicidade.

 

3 Responses to “Velha Infância Nova”

  1. Thaís Says:

    Perfeito prima…

  2. Franklin Says:

    Caramba Aline vc conseguiu mostrar tudo nosso passado em pouco tempo de leitura, incrível. fico muito feliz quando vc faz referências de sua infância acompanhada por mim com muito orgulho. foi para mim tudo de bom isso se chama compartilhar momentos. Muito obrigado por vc existir ré Amo muito Beijones! !!!!

  3. Aline Moraes Says:

    Você viu, Papis, depois que eu virei jornalista, consigo dizer mais com menos palavras. Acabou a era dos textos de oito páginas rsrsrs


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s